Você conhece o aquecimento solar para piscina?

Como praticamente todo o território brasileiro está em uma zona de clima tropical, não é raro que proprietários de imóveis residenciais optem por instalar uma piscina em suas dependências.

Além de providenciar um alívio contra o calor quando os termômetros atingem temperaturas mais altas, elas funcionam como uma espécie de área social da casa, reunindo amigos e família.

O problema é que, dependendo da região, pode haver uma determinada época do ano nas quais as temperaturas não serão tão agradáveis.

Neste caso, a piscina tende a ficar subutilizada, mas continua gerando gastos, como o custo da bomba de piscina, da água e de sua limpeza.

Isso, por sua vez, faz com que muitas pessoas optem por instalar um sistema de aquecimento no local. As opções disponíveis no mercado são:

  • Aquecimento elétrico;

  • Aquecimento a gás;

  • Aquecimento por meio de um trocador de calor;

  • Aquecimento solar.

Apesar de todos eles terem suas vantagens, o aquecimento de piscina baseado na radiação solar é o mais ecológico, além de ter uma boa relação custo-benefício. Continue lendo e aprenda mais a respeito desta solução.

O que é o aquecimento solar para piscinas?

Como o seu próprio nome diz, este é um sistema que usa a radiação solar como fonte de energia para manter a água da piscina em uma temperatura sempre agradável.

Por meio de uma série de equipamentos, o aquecimento solar para piscina é capaz de realizar todas as conversões de energia necessárias de forma autônoma, dispensando a intervenção humana.

Vale ressaltar que, de todas as opções disponíveis no mercado, esta é uma das mais indicadas por especialistas. Além do custo mais baixo (a luz solar é gratuita e está disponível em livre demanda no meio ambiente), dispensa o uso de recursos como eletricidade e gás.

Deste modo, entre os sistemas de aquecimento disponíveis, trata-se do mais ecológico.

Ele é igual ao sistema fotovoltaico para residências?

Ao pensar no aquecimento solar para piscinas, muitas pessoas imediatamente pensam no aquecedor de água solar para residências. Para elas, ambas as soluções são idênticas, afinal, realizam a mesma atividade.

Contudo, é preciso ter em mente que trata-se de dois sistemas distintos. O que torna um diferente do outro é a presença de um reservatório: enquanto um aquecedor para água encanada utiliza um item chamado boiler para armazenar o líquido já quente, um aparato para aquecer piscinas usa a própria piscina como reservatório.

Apesar disso, eles têm algumas características em comum, como o uso de placas solares (ou placas de piscina) para captar a radiação solar e mangueiras de borracha, preferencialmente em tons escuros, para bombear a água e fazer com que ela se aqueça.

Do mesmo modo, ambos os sistemas requerem cuidados com a instalação das placas. Por mais que elas possam ser posicionadas tanto no chão quanto no telhado, recomenda-se sempre que elas estejam levemente inclinadas e voltadas à direção Norte, de modo a maximizar a energia absorvida.

Sua relação custo-benefício vale a pena?

Ao considerar a instalação de um sistema para aquecer a água da piscina, muitas pessoas ficam relutantes para tomar esta decisão.

O principal motivo por trás disso é o custo: será preciso assumir uma nova despesa, que se somará às já existentes, como a remuneração de um profissional para filtrar piscina.

Contudo, uma análise mais meticulosa da relação custo-benefício revela que este investimento tende a se pagar depois de um tempo.

Além de sua grande durabilidade – que pode chegar a 20 anos -, ele não aumenta a conta fixa da casa, já que não consome eletricidade ou gás.

Da mesma maneira, uma casa com piscina aquecida tende a valorizar o imóvel, fazendo com que os proprietários obtenham um retorno melhor ao comprá-lo ou alugá-lo. Trata-se, assim, de uma intervenção que vale a pena.

Quais são os cuidados necessários com ele?

O primeiro passo para que a experiência com uma solução do tipo seja boa é planejar a sua instalação. Além de os itens usados serem de qualidade, é importante que eles sejam usados por profissionais que entendem do assunto, para evitar contratempos.

Do mesmo modo, um sistema de aquecimento para a água da piscina requer uma rotina de manutenções preventivas.

O objetivo é verificar se há problemas como vazamentos nas mangueiras, defeitos nos painéis solares ou avarias em quaisquer outras peças. Logo, é muito importante seguir os procedimentos de manutenção indicados pelo fabricante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *