Serviços que possuem alta importância na construção

Uma construção é muito mais do que meramente erguer paredes e dar a obra como concluída. Antes mesmo do assentamento do primeiro tijolo, todo e qualquer canteiro de obras precisa da atenção de uma série de profissionais especializados, seja para avaliar o loteamento onde o projeto será executado ou para definir qual é o melhor tipo de fundação para o edifício em questão.

O resultado disso é que, na prática, uma construção depende da execução de uma série de serviços que garantam não apenas sua segurança e estabilidade, como, também, o cumprimento de normas legais. Confira alguns deles a seguir:

  1. Demolição

Imóveis mais antigos são conhecidos por serem amplos e por terem estruturas robustas, fazendo com que sua durabilidade seja maior.

Contudo, também é preciso considerar que elas se degradam ao longo do tempo, bem como que elas apresentam alguns componentes ultrapassados, que podem ser inúteis – ou até mesmo arriscados – para quem os frequenta.

Por mais que, em alguns casos, isso possa ser resolvido com uma reforma, em outros não é possível recuperá-lo. Assim, a única solução é contratar os serviços de demolição de uma empresa especializada para derrubar o imóvel e construir outro em seu lugar.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, este não é um processo simples: é preciso que profissionais especializados analisem a estrutura e definam como ele pode ser executado de forma segura e eficiente. Logo, ele deve ficar nas mãos de quem entende do assunto.

  1. Levantamento planialtimétrico

Por mais que o ideal seja trabalhar com um terreno plano, permitindo a elaboração de um projeto mais simples, isso nem sempre é possível: em alguns casos, há apenas terrenos inclinados disponíveis.

Nestas situações, é preciso investir em um levantamento que revele as características do terreno sob a forma de uma planta: o levantamento planialtimétrico cadastral.

Elaborado por um topógrafo com a ajuda de equipamentos de precisão, ele é de grande ajuda para os arquitetos e engenheiros que projetarão o edifício, levantando dados como:

  • O norte real;

  • Representação da área;

  • Quantidade de declives;

  • Intensidade dos declives.

Vale ressaltar que, por mais que a sua principal utilidade seja ajudar os profissionais a elaborarem um projeto melhor e com mais facilidade, ele pode ser requisitado pelo Poder Público em algumas situações. Para saber se é este o caso, é preciso consultar a prefeitura local em busca de informações.

Por fim, é preciso levar em conta que, por mais que ele tenha um custo, o valor é irrisório perto do orçamento total de uma obra.

Na cidade de São Paulo, por exemplo, o levantamento de um terreno de tamanho médio pode ser feito por cerca de R$ 2 mil.

  1. Locação de andaimes

Por conta da crescente escassez de terrenos livres – principalmente nas grandes cidades – a verticalização é uma tendência na construção civil.

De modo a aproveitar o espaço da forma mais eficiente possível, a ideia é que os edifícios tenham cada vez mais pavimentos, tornando os empreendimentos mais rentáveis.

Contudo, é preciso levar em conta que, no caso de edificações muito altas, o processo da construção fica mais complexo. Afinal, é preciso permitir que a equipe acesse os pavimentos mais altos com segurança.

A boa notícia é que isso não é algo impossível: basta contar com andaimes firmes e de qualidade. Trata-se de estruturas metálicas provisórias que dão acesso a todos os andares, permitindo que a equipe trabalhe com mais tranquilidade.

Além disso, a locação de andaimes preço não costuma ser alto – e, quando é preciso que a estrutura seja mais extensa, é possível negociar o valor.

  1. Georreferenciamento

Propriedades rurais podem ser difíceis de delimitar e de posicionar com exatidão. Por conta disso, as fronteiras entre diferentes terrenos costumam ser alvos de disputas judiciais, que se arrastam por anos nos tribunais.

Para evitar estes problemas, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) fixou a obrigatoriedade de realizar o georreferenciamento de tais áreas, antes de iniciar toda e qualquer construção.

Trata-se de um procedimento de exatidão, que busca posicionar o terreno e fixar seus limites, evitando problemas com a Justiça.

  1. Aluguel de equipamentos

A tecnologia da construção civil, tem avançado a largos passos nos últimos anos. O resultado é que há cada vez mais novidades no mercado, fazendo com que a missão de acompanhá-las seja difícil e custosa.

Felizmente, há uma saída: o aluguel de equipamentos. Nele, paga-se apenas pelo período durante o qual a máquina é usada. Além disso, o fornecedor se ocupa de mantê-las sempre atualizadas e em bom estado de conservação.