Quais as novas formas de moradia?

Veja um pouco mais sobre as formas contemporâneas de moradia. Acompanhe o conteúdo a partir dos demais passos do texto. A modernidade alterou e muito as formas como as pessoas interagem, vivem e, por consequência, como moram.

No começo da espécie, o homem primitivo não tinha moradia até que descobriu-se que as cavernas podiam servir de abrigos em função de proteção de ataques de animais selvagens, da chuva e do frio.

Esse era o período que os homens eram nômades, ou seja, mudavam de lugar em busca da caça, de plantas, vegetais e água.

Quando esses alimentos acabavam, eles novamente se mudavam em busca de um lugar melhor onde teriam alimentos em abundância.

Bom, esse período acabou quando o homem descobriu a agricultura e começou a formar aldeias, onde as comunidades moravam. Começaram a construir seus abrigos, domesticar animais e plantar seus alimentos.

Desde então, as formas de moradia vem seguido esse modelo, porém com diversas mudanças com o passar dos anos. Continue sua leitura e saiba um pouco mais!

Moradia: as casas

É o tipo que foi o mais comum na história moderna. Desde o começo dos vilarejos europeus, as casas de alvenaria são as protagonistas.

Basicamente se elas são construídas de tijolo, cimento e areia, são classificadas como uma construção de alvenaria. Elas podem ter diversas formações e estilos arquitetônicos, podendo ser térreas ou com dois andares, no estilo sobrado, como chamam.

Existe a definição de casa unifamiliar, que é aquela destinada para a ocupação de uma única família, onde é construída e incorporada em um único lote, e é entendida como o real arquétipo de residência.

Dentre a história das concepções da arquitetura e urbanismo, muitas vezes foi um modelo criticado, porém ainda hoje é considerada o modelo essencial de moradia para diversas pessoas.

Em nosso país, ela foi muito popular, sendo basicamente encontrada de forma isolada, ou seja, no centro de terrenos urbanos, de forma recuada em relação à rua.

Além do Brasil, ela também é muito popular em subúrbios de países centrais da economia capitalista ocidental e, principalmente, nos subúrbios americanos, onde este tipo de tipologia arquitetônica é muito usual.

Apartamentos

Os ditos e modernos apartamentos são uma das formas populares de imoveis da contemporaneidade. Eles podem ter uma diversidade de tamanhos, podendo ser simples e pequenos ou, até mesmo, grandes apartamentos com mais de 4 dormitórios.

É usual, em se morar em apartamentos, que se pague uma taxa de serviço para o condomínio para que se realize manutenções necessárias e também com o pagamento de funcionários que ali trabalham.

Basicamente, esses apartamentos são propriedades familiares, porém também são possíveis outros tipos de uso como uma subdivisão comercial de alguma empresa ou loja, como também a compra de apartamentos vizinhos para que se faça um maior.

Hoje em dia, os apartamentos pequenos são muito mais populares. Devido ao exponencial crescimento da população urbana, esses imóveis menores se destacam pois são adequados para pessoas solteiras e que moram sozinhas, ou casais sem filhos.

Outra vantagem é o custo, que é mais baixo que outros tipos de casas e apartamentos para alugar, por exemplo.

Em síntese, esses pequenos apartamentos, trazem algumas otimizações para quem os escolhe, como por exemplo:

  • Dinâmicos;

  • Fáceis de organizar;

  • Econômicos;

  • Práticos à vida moderna.

Eles demonstram ser uma opção muito benéfica aqueles que buscam praticidade, conforto e economia.

Para aqueles que se casarão, noivarão ou mesmo que estão em busca de maior estabilidade, é ideal que se busque imoveis para venda.

Hoje, com o advento da internet, existem uma diversidade gigantesca de formas como é possível buscar casas e apartamentos para se comprar.

É possível se optar por corretores, que irão em busca dos imoveis que mais demonstram ser do feitio do cliente, ou também pelo modo autônomo, pesquisando por si mesmo as melhores opções.

No momento da escolha, é necessário pensar quais são as verdadeiras aspirações do indivíduo ou do casal, qual o estilo de vida que se tem ou que se almeja ter, considerar o orçamento e os gastos possíveis e os aspectos relacionados a localização.

É uma decisão extremamente importante e deve ser tomada com calma se baseando em análises e projeções do que se quer. Sempre busque por aquilo que atenda suas necessidades, seus gostos e seu potencial financeiro.