O que é necessário para uma boa pintura?

Foi-se o tempo em que, para reformar e mudar o visual da casa, era necessário gastar uma grande quantia de dinheiro e investir em mão de obra especializada.

Com equipamentos e instruções ao alcance de todos, mudar as cores das paredes virou somente uma questão de vontade. Para um trabalho bem feito, é preciso ter cuidado na utilização dos instrumentos e estar atento aos procedimentos corretos.

O que utilizar para realizar a pintura?

Algumas lojas oferecem kits para pintura de casa, que trazem todos os equipamentos necessários para uma pintura impecável. Esses equipamentos são:

Lixa para paredes

Para ter uma superfície uniforme e lisa, é preciso dar um polimento na parede antes de iniciar a pintura.

O lixamento causa o desbaste das camadas de tinta velha, eliminando o material e deixando a parede livre de ondulações e marcas, causadas por outras ferramentas.

Rolo de pintura

Item básico, o rolo de pintura é o protagonista do kit para pintar parede. Existem diversos modelos disponíveis no mercado, cada um adequado ao tipo de tinta que será usado.

Misturador de tinta

Esqueça o cabo de vassoura – item comumente visto em obras para misturar a tinta; existe um objeto próprio para isso, o misturador.

Que contribui de modo mais efetivo para homogeneizar a tinta. Esse objeto deve estar limpo e sem resíduos de outros materiais.

Trincha

Para cômodos que possuem muitos detalhes, como juntas, esquadrias e recortes, é preciso usar uma trincha para um bom acabamento.

Bandeja de tinta

A bandeja é o acessório ideal para a pintura, pois possui bojo para diluir a tinta e um lugar de descanso para o rolo.

Após o uso, deve ser lavada imediatamente para retirar todos os resíduos. Quanto mais fresca, mais fácil será a remoção da tinta.

Cubra o Rodapé

Utilize uma fita, como o modelo crepe grosso, por exemplo, para cobrir o rodapé. Retire toda a poeira da parede, para que a fita cole e passe a régua, promovendo aderência.

As vantagens de contar com especialistas

Para fazer outros tipos de pinturas, ainda mais elaboradas, deve-se contratar uma empresa especializada em pintura residencial, que vai realizar um serviço de qualidade e evitar problemas futuros.

Realizar a pintura de um prédio é um serviço muito demorado que, muitas vezes, aumenta o valor do projeto, por conta do tempo e da quantidade de material utilizada.

Por isso, a opção escolhida por muitos, é a pintura com equipamentos específicos, que reduz os gastos e diminui o tempo de execução.

Mas, a qualidade do resultado final, depende do trabalho feito pelo fabricante dos equipamentos para pintura predial, também. A qualidade da máquina depende totalmente dos fabricantes.

Por isso, durante a produção de um equipamento, o fabricante de equipamentos para pintura deve se apresentar preocupado com determinadas questões que podem fazer a diferença.

Já para a pintura residencial, o processo é diferente. Inicialmente, é feita uma limpeza – antes de se dar início aos trabalhos com os equipamentos de pintura residencial.

Na qual são removidas as partes soltas da parede e o mofo é eliminado com água sanitária. As dobradiças de portas são cobertas com fitas e a borracha, maçaneta e puxador são retirados.

Todos os interruptores e espelhos de tomadas devem ser retirados para a raspagem e melhor pintura possível.

Continuando, as etapas de uso dos equipamentos de pintura residencial.

A janela, piso e rodapés devem ter cobertura, para não sofrerem com goteiras e respingos de tintas e outros elementos de química forte.

Dos equipamentos de pintura residencial, se exige fitas para proteger a parede e o acabamento. A tinta é definida pelo cliente, sendo passada com rolo e pincel, e a pintura das portas com pulverizadores e rolinhos.

Para um serviço mais específico, como a pintura de estacionamento, é necessário contratar uma empresa que realize a delimitação necessária, para garantir a organização daquele estabelecimento e para que os veículos tenham segurança.

Por isso, para ter uma medição precisa, é recomendado contratar uma empresa especialista nesse segmento e consultar a legislação local acerca do assunto. Em um estacionamento, é preciso ter:

  • Separação de vagas;
  • Demarcação de vagas de Idosos e Portadores de Necessidades Especiais (PNE);
  • Sinalização;
  • Faixas de Pedestre;
  • Pintura de piso;
  • Sinalização de Extintor.

Esse tipo de pintura é ideal para a organização de automóveis, em garagens de condomínios, estacionamentos particulares, shopping, pequenas e grandes empresas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *