Itens para mexer com o concreto de uma construção

Atualmente existem muitos meios de se manipular o concreto, podendo ser alterado tanto a sua fórmula base, quanto a mistura dos insumos e a forma de aplicar em cada local.

Essa mudança é resultado de muitas necessidades diferentes que surgem nos canteiros de obras, o que faz com que laboratórios e empreiteiras estudem sempre as melhores formas de inovar na aplicação desses insumos, para aumentar a produtividade da equipe e reduzir os gastos no orçamento.

Para entender quais são os materiais mais relevantes para se trabalhar com o concreto é preciso levar várias informações em conta e, por esse motivo, este artigo tem como objetivo elucidar os principais pontos em torno deste material e fazer com que o leitor possa entender as suas principais aplicações.

Principais equipamentos para trabalhar o concreto

Como já citado, é possível encontrar uma gama muito diversa de materiais que manipulam o concreto. No entanto, cada um tem uma função distinta, podendo ser desde a mistura dos elementos até para moldar o concreto.

Iremos abordar nos tópicos abaixo os principais itens que têm aplicação em diversos setores e segmentos.

Martelete e furadeiras

O martelete é uma das peças mais comuns quando o objetivo é quebrar o concreto sem a uniformidade apresentada pelo uso das furadeiras.

Basicamente, ele é um material que funciona por meio da junção do ar comprimido com a adição de um gás inflamável. Quando ele entra em combustão, gera energia suficiente para a ponta do martelete disparar diversas vezes o seu pino contra o material alvo, na maioria das vezes, o concreto, o quebrando.

A diferença principal entre esses dois materiais é que a furadeira serve para gerar, como o nome sugere, um furo, uniforme e que irá receber um equipamento adequado, sendo que geralmente é uma bucha com parafuso.

Já o martelete quebra o concreto sem essa uniformidade e, como sua principal vantagem, sem o uso de muita força.

Os modelos deste equipamento são disposto por variações de peso do material, sendo os mais comuns:

  • Marteletes de 5Kg;

  • Marteletes de 8Kg,

  • Marteletes de 10Kg;

  • Marteletes de 20Kg.

A escolha do que melhor se atende determinada função dependerá da necessidade do local. Por esse motivo, considerar o aluguel, muitas vezes, sai mais em conta do que a compra do material.

Isso porque o valor do item é abaixo do valor atribuído para compras. Isso sem mencionar que será o equipamento adequado para a sua necessidade e, ao final, não será preciso armazenar o equipamento.

Atualmente a locação de martelete preço é bem acessível, permitindo que alugue o equipamento que responda da melhor forma e com um custo bem baixo.

Concreto armado para estribos

O nome “concreto armado” deriva do que realmente é o processo de criação de estribos e peças que necessitem de um certo reforço.

Esse processo é a aplicação de um revestimento de metal para que a armação de ferragem seja resistente tanto à tração quanto a pressões mecânicas, que são muito normais nesses tipos de peças por constituírem, geralmente, a parte basilar de alguma construção.

O concreto na criação de poços

Normalmente, as peças criadas com o intuito de fazer parte de um poço necessitam ser pré-moldadas, para que o encaixe seja perfeito e evite qualquer tipo de vazamento ou infiltração.

Neste caso, o anel de concreto para poço é a peça chave que irá garantir a maior resistência e durabilidade.

Esses poços são conhecidos como “poços artesianos” que tem a função de captar a água de lençóis freáticos e reduzir o consumo da companhia de distribuição e contribuir, de forma direta, com o meio ambiente e a sustentabilidade.

Como produzir e manter o concreto?

Como já dito aqui, existem muitos tipos de concretos disponíveis no mercado, sendo que existe muita empresa de concreto usinado inovando mais e mais no mercado a cada dia que passa.

O concreto usinado, conhecido como CDC (Concreto Dosado em Central), é feito com dosagens muito específicas de cada material, sendo que os principais itens utilizados na fabricação do concreto são areia, cimento, pedras, água e alguns outros insumos em menores quantidades.

O CDC é um modelo que chega ao canteiro como um concreto pronto para uso específico, normalmente atribuído a instalações de vigas e nas partes que serão a base da construção e que sofreram mais constantemente com pressões, como poços.

O concreto é um material de endurecimento rápido quando está em inércia (sem movimentação), o que exige que ele esteja em processo de mistura constante.

O equipamento responsável por essa movimentação é a betoneira, que funciona como uma espécie de cápsula que fica girando constantemente, fazendo com que o concreto não fique parado e, como resultado, não endureça, permitindo a sua fácil aplicação. Muitas empresas atualmente fazem a locação de betoneira para otimizar os canteiros de obra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *