Dicas para a instalação de toldos ou coberturas

Os toldos e coberturas são elementos fundamentais para o aproveitamento de áreas externas nas residências. Eles são importantes tanto nos períodos mais ensolarados quanto nos mais chuvosos e frios, permitindo mais convivência nos espaços.

Algumas opções possibilitam até mesmo a criação de novos ambientes, aumentando as áreas e gerando mais áreas úteis. Entretanto, a escolha adequada da cobertura requer atenção à alguns fatores, como:

  1. Resistência das estruturas para aguentar intempéries;
  2. Qualidade dos materiais para resistir contra ventos e chuvas;
  3. Posicionamento correto para melhor aproveitamento;
  4. Possibilidade de recolher quando não estiverem em uso;
  5. Instalação de coberturas removíveis ou rígidas e fixas.

1. Resistência estrutural

A maioria dos toldos e coberturas são feitos com esquadrias de alumínio sob medida, com os tratamentos adequados para a resistência e durabilidade, principalmente contra os efeitos da umidade.

O aço inoxidável é outro material bastante utilizado por esse motivo, mas até mesmo a madeira, quando bem tratada, pode ser utilizada em projetos de exteriores, garantindo um visual mais rústico aos projetos.

2. Qualidade dos materiais

No caso de opções como a sombrite para estacionamento, por exemplo, é fundamental a escolha de materiais com qualidades que possibilitam a resistência ao ar livre.

Além disso, o tecido do toldo ou cobertura precisa contar com algumas propriedades especiais. São elas a firmeza contra ventos, proteção dos raios ultravioleta, impermeabilidade, flexibilidade, e qualidade contra encolhimento e desfiamento.

Outro ponto importante é o visual do toldo, com escolha de estilo e cor que mais combinem com a arquitetura do imóvel.

3. O posicionamento correto

O posicionamento é um detalhe que deve ser analisado com cautela, para não prejudicar o objetivo de maximizar a área externa.

Os modelos de telhados e coberturas presos às paredes são ótimos quando pretende-se otimizar o espaço, mas coberturas maiores e com pontos de apoio também têm seus benefícios.

Quanto maior a cobertura, e melhor o posicionamento, maiores as possibilidades de criação de ambientes, como sala de estar ou área para refeições na área externa, mesmo em dias chuvosos.

4. Toldos e coberturas flexíveis

Hoje em dia há muitas opções de cobertura abre e fecha preço acessível. A grande vantagem dos modelos é que eles permitem que as estruturas sejam recolhidas quando não estiverem em uso.

Dessa forma, ampliam-se as possibilidades para os espaços, com aberturas pivotantes, retráteis ou enroláveis. Alguns sistemas contam com o manejo manual, enquanto outros são automatizados.

5. Coberturas rígidas e fixas

Os toldos oferecem inúmeras possibilidades para os imóveis, mas por vezes as melhores opções são as coberturas rígidas, feitas em vidro, policarbonato ou até mesmo com telha sanduiche.

Para quem busca uma cobertura transparente, as opções em vidro ou policarbonato são as que possuem melhor desempenho térmico. Elas possibilitam uma integração com o exterior e o aproveitamento da luminosidade natural.

A escolha do vidro pode demandar estruturas mais resistentes, devido ao peso do material, entretanto pode-se destacar a alta durabilidade como vantagem, com danos com o passar do tempo.

Já o policarbonato pode ter uma vida útil menor, com trincas e perda da transparência. Isso pode ocorrer principalmente devido à abrasão nos processos de limpeza e manutenção. Por outro lado, a resistência a impactos é muito maior do que a do vidro, o que faz o material ser bastante recomendado.

Outra vantagem é o fato de o material ser muito mais leve e permitir a conformação em curva a frio, na própria obra. As estruturas para coberturas de policarbonato costumam ser mais delgadas e baratas. Para quem faz questão das aberturas, algumas estruturas possibilitam a abertura deslizante.

Por sua vez, a telha sanduíche é a opção para quem busca conforto térmico e acústico, e não se importa em perder a transparência da cobertura. Ela é composta por duas chapas de material metálico (que costuma ser o zinco), com uma camada de pelo menos 30 milímetros de isolamento em isopor ou poliuretano.

Trata-se de um material indicado em regiões consideradas barulhentas, como próximo a avenidas ou locais de tráfego intenso. É bastante empregado nas residências, mas também em galpões e construções com paredes pré-moldadas de todos os tipos e portes.

A realização de um projeto de toldos ou coberturas pode ser facilitada com a contratação de profissionais como arquitetos ou designer de interiores. A consultoria dos profissionais pode acrescentar novas ideias e apresentar muitas soluções antes impensadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *