Conheça algumas reformas que você ainda não tinha pensado

Enquanto que, para algumas pessoas, a compra da casa própria é um sonho, para outras, trata-se de um investimento, principalmente após as reformas.

Nesse último caso, o foco da aquisição costuma ser em unidades que tendem a se valorizar nos próximos anos, de modo que sejam vendidas por um valor mais interessante em comparação ao da compra.

Além disso, quem compra um imóvel com o objetivo de obter lucro com a venda deve ter em mente que há outra maneira de fazer com que isso aconteça: a realização de melhorias, ou seja, reformas.

Nesse caso, o foco deve ser a implementação de soluções que tornem a unidade mais atrativa para compradores em potencial, e, consequentemente, mais valiosa no mercado.

Quer aprender mais sobre isso? Então continue lendo e confira algumas melhorias que você pode fazer em seu imóvel para torná-lo mais valioso.

  1. Melhora do isolamento térmico

Por mais que boa parte do território brasileiro esteja em uma zona de clima tropical, também há regiões que têm invernos rigorosos, e, assim, são mais frias. Elas se concentram principalmente na região sul do país, onde pode haver até mesmo neve em algumas localidades.

Se você é o proprietário de um imóvel em um desses locais, é interessante considerar a contratação de uma empresa de isolamento térmico. 

Como o seu próprio nome diz, trata-se de estabelecimentos que são especialistas na instalação de soluções que evitam a troca térmica, e, consequentemente, mantêm o interior de um imóvel mais quente.

Normalmente, isso é feito com a ajuda de um revestimento projetado especialmente para essa finalidade, à base de aço galvalume e um núcleo isolante.

Apesar disso, esse objetivo também pode ser alcançado por meio de técnicas como o uso de tons mais escuros na decoração, seja nas paredes, nos pisos ou nos móveis, ou mesmo da implementação de itens como tapetes com fibras altas, que ajudam a reter o calor.

De qualquer modo, é muito importante contratar uma empresa de isolamento térmico em SP para auxiliar na tarefa e indicar quais são as melhores soluções para o seu espaço.

  1. Renovação do jardim

Em busca de melhores oportunidades de vida, um grande contingente de pessoas tem trocado o campo pela cidade, principalmente, no Brasil. Por mais que esse estilo de vida tenha suas vantagens, ela também tem prejuízos, como a criminalidade, as dificuldades para se deslocar e, consequentemente, o stress.

A boa notícia é que há diversas maneiras de se lidar com tais efeitos adversos. Um deles é ter mais contato com plantas e com a natureza, de modo geral. Isso, por sua vez, traz benefícios como:

  • Redução dos stress;

  • Redução da pressão arterial;

  • Melhora na concentração;

  • Incremento na capacidade criativa.

Por esses motivos, revitalizar o jardim do seu imóvel é uma boa maneira de valorizá-lo. Vale ressaltar que isso não depende apenas do plantio de vegetação bonita e apropriada ao clima local, como, também, do uso de equipamentos adequados para cuidar da estrutura, como os bicos cerâmicos para mangueiras.

  1. Troca de revestimentos

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o acabamento pode facilmente ser a etapa mais cara e demorada de uma obra. Isso acontece pois ele envolve a realização de uma série de tarefas manuais, como a aplicação de massa corrida, a pintura das paredes e a instalação de cerâmica industrial onde ela for necessária.

A boa notícia é que, quando os materiais forem de qualidade, o resultado do trabalho pode ter uma vida útil considerável.

Ainda assim, é preciso ter em mente que não existe acabamento impecável: à medida que ele é usado, a tendência é que se danifique, exibindo sinais de uso e, consequentemente, piorando o apelo estético do imóvel.

Portanto, caso sua prioridade é fazer com que a edificação se valorize, é fundamental que os revestimentos sejam trocados periodicamente.

Nesse momento, é preciso ter em mente que, mais uma vez, é fundamental que as matérias-primas usadas sejam de qualidade e adequadas ao espaço onde serão aplicadas.

Por exemplo, cômodos como a cozinha e a churrasqueira, ao terem seus azulejos substituídos, pedem o uso do cimento refratário, que é resistente a altas temperaturas. Do contrário, o resultado final pode ser até bom, mas não será duradouro.

Também vale ressaltar que, independentemente do material usado, é fundamental pesquisar o seu valor em tantos estabelecimentos quanto for possível.

O motivo por trás disso é o fato de que tanto o cimento refratário preço quanto as demais matérias-primas podem ter custos diferentes em estabelecimentos distintos, de modo que a pesquisa assegura o melhor custo-benefício para o comprador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *