Como escolher portas para a minha casa?

O que seria de uma residência se não existissem portas para trancá-la, não é mesmo?

O item é fundamental para qualquer tipo de casa, especialmente para as situadas em regiões urbanas, o que garante a segurança da família que vive no local.

Entretanto, é necessário ter noção sobre como escolher o elemento para compor o lugar. Por exemplo, a porta de alumínio branco para sala confere segurança e sofisticação, ao mesmo tempo em que ela agrega no sentido de decoração do ambiente.

Ao se construir uma casa ou investir em um projeto de reforma para renovar o imóvel, é necessário ser criterioso na escolha desse objeto. Ou seja, pontos como manutenção, durabilidade e funcionalidade devem ser levados em consideração.

Por esse motivo, preparamos este conteúdo incrível sobre como escolher portas para a sua residência. Continue lendo este artigo a partir dos demais tópicos e nunca mais tenha problema com isso.

Verifique o tipo de abertura da porta

Ao frequentar a loja de portas, a primeira coisa a ser feita é analisar a abertura do equipamento. Isso porque é esse detalhe que vai definir a mobilidade do ambiente.

Imagine um apartamento com menos de 70 m², uma porta de abrir vai tomar muito espaço durante o dia a dia. Neste sentido, a porta de correr é a mais recomendada, pois não toma nenhum espaço.

Abaixo, veja os principais tipos de portas – e suas aberturas – disponíveis no mercado:

  • Porta de abrir;

  • Porta pivotante;

  • Porta de correr;

  • Porta lisa de madeira;

  • Dentre outros.

Um ponto interessante a destacar é o modelo pivotante, que funciona de um jeito parecido com a porta tradicional de abrir, mas conta com ferragens diferenciadas.

Ao invés de ter dobradiças, a porta apresenta pivôs. A única diferença é a estética do item, pois a porta gira em torno do próprio eixo.

Portanto, a abertura deve ser analisada já na loja de portas de madeira, alumínio ou qualquer outro material.

Principais elementos presentes em uma porta

As portas precisam ser resistentes, duráveis, bem como contar com elegância e sofisticação ao ambiente. Afinal, o objeto fará parte de qualquer residência durante longos anos.

Neste sentido, o item deve ser composto pelos seguintes elementos:

  • Folha;

  • Guarnição;

  • Batentes;

  • Maçaneta;

  • Fechadura.

Em contrapartida, muitos acreditam que a folha é a porta completa. No entanto, o item é a chapa responsável pela vedação da parede quando a porta fecha. A porta de alumínio branco com vidro possui excelente vedação, uma vez que é própria para salas e cozinhas, por exemplo.

A guarnição, por sua vez, esconde o rejuntamento entre a alvenaria e o material do batente. A maçaneta e a fechadura são, por fim, o que garantem o fechamento correto da porta.

Tamanho é importante?

Isso vai depender muito do ambiente. Em uma casa mais moderna, por exemplo, as portas costumam ser menores e cada vez mais lisas, especialmente em apartamentos com espaço reduzido.

Em contrapartida, o tamanho padrão é entre 2,0 e 2,15 m, por 80 cm de largura. Este tamanho também vale para porta lisa de madeira completa, ideal para locais mais caseiros e rústicos.

Escolhendo de acordo com a decoração

Antes de comprar uma porta pensando na funcionalidade desta, é imprescindível verificar se ela vai encaixar no ambiente, de maneira harmoniosa.

Ou seja, se o item não combinar com o ambiente, todo um processo de pintura, decoração e design deverá ser feito novamente, o que implica em mais gastos ao proprietário da casa. Por essa razão, o recomendado é buscar por portas que acompanham a decoração do lugar.

Seguindo este contexto, a porta de madeira acaba sendo uma excelente escolha, pois o material é bem versátil e combina com diferentes estilos de decoração, tanto para o ambiente externo como o interno.

Considere a qualidade do material usado

Há portas de diferentes tipos de materiais no setor moveleiro. As mais usadas, neste caso, são as portas de alumínio, madeira, aço e PVC. Dentre as principais vantagens desses tipos de material, destacam-se:

  • Resistência;

  • Alta durabilidade;

  • Valor estético;

  • Custo benefício;

  • Facilidade de instalação;

  • Leveza;

  • Aplicabilidade.

Os modelos destacados acima contam com estética aplicada, o que garante menos gastos ao proprietário. Além da economia, o local é capaz de ficar muito mais elegante e sofisticado, especialmente no caso da madeira.

Nas cozinhas, por exemplo, a porta de alumínio é o que garante facilidade de limpeza e funcionalidade durante o uso. O PVC, por sua vez, é bem resistente e pouco sofisticado, mas confere durabilidade e leveza.

Por fim, as portas de aço são mais indicadas para empresas e ambientes externos, especialmente por conta da segurança que o material proporciona.

Assim sendo, ao seguir as dicas mencionadas neste artigo, às portas da sua casa serão lindas, duráveis e vão garantir o máximo de segurança e conforto ao ambiente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *