As instalações elétricas na construção civil

Uma das etapas mais importantes de todo o planejamento de construção civil é a instalação elétrica.

Afinal, não é possível imaginar mais a vida sem eletricidade, visto que ela é responsável por acionar os principais equipamentos, fornecer a energia para acender as lâmpadas, bem como demais aparelhos, instrumentos e máquinas dentro de uma casa.

Por esse motivo, realizar o projeto de distribuição elétrica dentro de um empreendimento é fator preponderante para a qualidade da obra.

Sendo assim, é preciso avaliar todas as condições da estrutura, além de verificar quais são os equipamentos, máquinas e instrumentos necessários para realizar as instalações dentro da obra.

No mais, não se pode deixar de levar em consideração as legislações e normas técnicas vigentes sobre os trabalhos com eletricidade, em especial, a NR 10 (Norma Regulamentadora número 10).

Ela versa especificamente sobre as questões de segurança em instalações e serviços em eletricidade, contendo todas as regulamentações que envolvem a eletricidade e seus riscos.

O principal objetivo da NR 10 é garantir a saúde e a segurança dos envolvidos nas atividades de instalações e serviços de eletricidade, bem como a dos usuários.

Nesse sentido, é preciso ter organização e contar com profissionais competentes, com eletricista, operador e engenheiros qualificados para o serviço.

Mais do que isso, os serviços em eletricidade também envolvem a utilização de equipamentos no canteiro de obras e, portanto, todos esses aspectos devem ser levados em consideração, para assegurar a proteção de colaboradores no ambiente de trabalho.

Equipamentos elétricos usados na construção civil

Os trabalhos em construção civil utilizam uma série de equipamentos e máquinas, que são essenciais para garantir o desenvolvimento da obra com qualidade, reduzir gastos e manter o cronograma.

Entre eles, destacam-se os aparelhos elétricos, como é o caso da empilhadeira elétrica tracionária, usada especialmente para a movimentação de cargas e materiais na construção civil.

As empilhadeiras elétricas são muito comuns em operações logísticas industriais, mas também, podem ser aplicadas nos canteiros de obras, devido às suas inúmeras vantagens. Entre os pontos positivos, destacam-se:

  • Maior flexibilidade e agilidade na movimentação de cargas;
  • Facilidade de operação da máquina;
  • Pouca necessidade de manutenção;
  • Menor custo em comparação com as empilhadeiras a combustão;
  • Redução na emissão de gases poluentes na atmosfera.

Contudo, para o funcionamento da empilhadeira elétrica preço competitivo do mercado, é preciso ter à disposição uma fonte contínua de energia. Por esse motivo, o planejamento de todas as instalações elétricas no canteiro de obras é imprescindível.

O mesmo vale para demais equipamentos elétricos que operam em um canteiro de obras, incluindo as ferramentas como parafusadeiras, por exemplo. É necessário distribuir as redes de alimentação, para que todos os instrumentos possam ter uma fonte de energia elétrica próxima.

Além das empilhaderias, o transpalete também é um equipamento bastante usual em construção civil e no setor industrial.

Semelhante a uma empilhadeira, o transpalete elétrico atua em operações logísticas de carga e descarga de materiais em uma organização em paletes.

Desse modo, é possível racionalizar e organizar melhor o local de trabalho, retirando itens que podem ficar jogados no canteiro de obras ou na indústria.

As vantagens dos equipamentos elétricos na construção civil

Uma das principais vantagens de utilizar equipamentos elétricos no ramo da construção civil é a redução de gastos.

O preço de combustíveis para máquinas pode ser dispendioso e, portanto, compensa investir nas concessionárias de energia, que irão fornecer a eletricidade para o acionamento das máquinas no canteiro de obras.

Além disso, os equipamentos elétricos tendem a ser muito mais modernos, em comparação com as máquinas a combustão ou com funcionamento por combustível.

Dessa maneira, tem-se a automação do setor de construção civil, promovendo maior qualidade dos processos, em conjunto com menores custos produtivos.

Outro aspecto bastante vantajoso diz respeito à sustentabilidade, pois os equipamentos elétricos emitem menos poluentes atmosféricos, em comparação com as máquinas a combustão e os combustíveis (principalmente os fósseis, como o diesel e a gasolina).

Ademais, os maquinários elétricos emitem menos ruídos, para melhor bem-estar no ambiente de trabalho.

Vale ressaltar que a respeito da capacidade de operação, tanto os equipamentos elétricos quanto as máquinas a combustão possuem alta capacidade, próprias para a aplicação em obras de grande porte.

Ou seja, a eletricidade é capaz de colaborar imensamente com os projetos de construção civil, desde que instalada de forma correta.