A locação de maquinário pesado e os serviços indispensáveis

Apesar de algumas tensões recentes na economia e na política, os setores de construção e de engenharia civil têm crescido e se mantido firmes no seu progresso que já vem de décadas.

Com isso, há vários nichos e segmentos que desfrutam dessa tendência e acabam aquecendo-se igualmente, sobretudo os que fornecem maquinários, equipamentos, produtos e serviços.

Há vários exemplos bastante significativos nessa área.

Os ramos mais técnicos dizem respeito à parte de georreferenciamento e terraplenagem, que visam a conhecer melhor o solo em que a edificação será construída, e prepará-lo de modo técnico para o início dos trabalhos de chão de obra e de estruturação geral.

Os ramos mais pesados em termos de maquinários, por sua vez ligados ao de terraplanagem, são os seguintes:

  • O das retroescavadeiras;
  • O da escavadeira hidraulica;
  • O dos tratores de esteiras;
  • O das pás escavadeiras;
  • O de caçambas e afins.

Esses, conforme ficará claro adiante, já dizem respeito a uma etapa em que o solo está devidamente aplainado (tornado plano), e livre de empecilhos como pedregulhos, detritos maiores e vegetação vertical ou rasteira.

Seguindo a lógica do avançar da construção, outro ramo bastante comum é o do aluguel de andaimes. Nessa etapa a construção já encontra boa parte das colunas e vigas instaladas, bem como várias ou todas as paredes já erguidas.

É então que começa um trabalho de acabamento que exige o trabalho operado em alturas que os operários não poderiam atingir sem o auxílio de andaimes e escoras.

A terraplanagem é um exemplo paradigmático

O que ficou claro nos exemplos acima é que há muitos serviços e especializações típicas da construção civil que demandam ferramentas e maquinários técnicos. Por isso, tais recursos costumam ser requisitados pela modalidade de locação e não de compra.

De fato, seria impensável que uma empreiteira ou construtora menor tivesse em seus ativos a posse de vários maquinários pesados, razão por que o aluguel delas, e não raro a terceirização de alguns profissionais, tem se tornado praxe.

O próprio serviço de terraplanagem, resumido acima, envolve uma série de etapas e processos bastante intrincados.

O uso de ferramentas e máquinas é indispensável, bem como o know-how demandado oscila desde a experiência de um engenheiro ou projetista graduado até a força de trabalho de dezenas ou centenas de obreiros e pedreiros.

Como se diz, o trabalho vai do escritório ao chão de obra, e vice-versa, com uma frequência vertiginosa.

Em termos técnicos, a terraplanagem diz respeito ao material de corte (aquele que será extraído do terreno) e o de depósito (aquele que será agregado, para preencher buracos e afins).

Adiante, é preciso saber lidar com os declives e aclives do local. Conforme supracitado, as máquinas são muito técnicas e dependem, justamente, da demanda de cada solo.

Os métodos próprios dessa atividade são em geral:

  • O de demolição: quando há construções menores a serem retiradas;
  • O de aterramento: efetivo despejo de terra vermelha na área;
  • O de destocamento: extração vegetal rasteira ou vertical;
  • O de drenagem: retirada de água e líquidos acumulados;
  • O de compactação e finalização do solo: o aplainamento.

O transporte de entulhos e detritos

Durante o processo de preparação e aperfeiçoamento do solo em que uma edificação será erguida, especialmente naquela fase que se fala em demolição e transporte de entulhos, um serviço indispensável é o do munck para alugar.

Também conhecido como caminhão guindaste, o munk se trata de um caminhão equipado com um braço mecânico de altíssima capacidade e força, que tem esse nome por remeter à empresa norte-americana que o projetou.

O que ele faz se divide em duas etapas complementares: primeiro, o içamento de cargas pesadas que a força humana, embora possa acumulá-las num canto, jamais seria capaz de erguê-las; depois, ao despejar em seu baú o material a ser removido, o caminhão faz o transporte a curtas ou longas distância, até o local de despejo dos detritos descartáveis.

Naturalmente, o serviço prestado inclui a devida destinação dos resíduos, os quais não podem ser descartados em qualquer local seja ele rural, seja ele urbano.

Geralmente os entulhos a serem removidos são acumulados por força humana em caçambas.

Por isso mesmo o termo caçamba de entulho 24 horas é um dos mais pesquisados e requisitados na atualidade, o que se dá sobretudo em fases de crescimento da área da construção civil, conforme dito no início do artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *