5 modelos de elevadores que você precisa conhecer

Elevadores são peça-chave em qualquer edificação que possua muitos andares (seja um edifício residencial ou comercial). A agilidade que o equipamento proporciona para os ambientes é de suma importância.

Bem como, a facilitação de acesso para pessoas que possuam pouca ou quase nenhuma mobilidade para subir escadas nestes locais.

Nas últimas décadas, os elevadores vêm se beneficiando do que há de melhor em tecnologia eletrônica, para chegar aos atuais equipamentos inteligentes.

Ficaram no passado as caixas de portas pantográficas (ícones de uma época) e em alguns prédios mais antigos, como o Mosteiro de São Bento, em São Paulo, o primeiro a instalar um elevador na capital paulista, em 1908.

As inovações têm surgido nos mais diferentes aspectos:

  • Acionamento do elevador (máquinas, transformador de voltagem, dispositivos de tração e acionamento);
  • Novos materiais aplicados em polias;
  • Cintas de tração no lugar dos cabos de aço;
  • Motores de ímãs permanentes; elevadores sem casa de máquinas, com testes dos dispositivos de segurança já
  • embutidos no software do comando;
  • O uso mais frequente de inversores regenerativos, que ajudam na economia de energia do edifício;
  • Embelezamento de cabine de elevador, ou seja, inovações de design.

Conheça os tipos de elevadores

Para elevadores de carga com capacidade maior que 350 kg, o projeto e a instalação são muito semelhantes, com relação à estrutura do equipamento.

Pois, as normas técnicas aplicáveis são as mesmas. Porém, os elevadores de passageiros, são dimensionados para atender a um fluxo de pessoas com base em um cálculo de tráfego.

Já os de carga, são dimensionados para atender a uma demanda de um processo de produção ou de abastecimento

No entanto, um elevador é bem mais que um equipamento utilizado, para transportar pessoas pelos andares de uma edificação e, por isso, existe uma variedade de modelos disponíveis no mercado, para atender as mais diversas necessidades.

Elevador para passageiro cadeirante

Um elevador para cadeirante é um equipamento para locomoção vertical de pessoas com mobilidade reduzida, com capacidade máxima de 325 kg.

Tem como característica, comando com antecipação de chamadas e a ausência de botoeiras dentro da cabina. As plataformas elevatórias possibilitam um percurso de até 4 metros de altura.

Sendo utilizadas apenas para acessibilidade, onde haja um baixo fluxo de pessoas. Por não alcançarem elevadas altitudes, elas não precisam de porta na cabine.

Mas, para a segurança de quem está sendo transportado, é importante que haja porta nos pavimentos. A ABNT NBR 9050:2015, estabelece critérios técnicos voltados à mobiliários e espaços externos.

Ou seja, considerações como: área de manobra para cadeiras de rodas, inclinações de rampas, utilização de mapa tátil, entre outros. Podem também ser chamados de plataforma elevatória.

Cadeira elevatória

As cadeiras elevatórias, posicionadas paralelamente à parede sobre uma escada, é uma opção perfeita para ambientes que não possuem espaço para colocar uma plataforma.

Facilitando bastante o deslocamento de pessoas idosas ou com dificuldade de subir degraus, este tipo de elevador tem capacidade para até 3 pessoas, possuindo uso exclusivo de acessibilidade ou em residências unifamiliares.

Ou seja, que abriga uma única família. Devem ter funcionamento automático, com portas de pavimento e de cabine totalmente automatizadas.

Possibilita uma elevação de até 12 metros (cerca de 4 pavimentos para lajes de 3 metro de pé direito), possuindo uma capacidade máxima de 225 kg ou 3 passageiros.

Elevador de passageiros

Os elevadores de passageiros são aqueles comuns, encontrados na maioria das edificações acessadas diariamente, não possuem um limite de percurso vertical.

Podendo variar conforme o projeto de edificação. Além disso, suas dimensões também diversificam, de acordo com a quantidade de pessoas que transitam no local.

Hospitais, por exemplo, possuem elevadores com cabines de comprimento maior, devido à necessidade de transportar macas. Já os apartamentos residenciais, podem limitar o seu uso por até 8 pessoas por vez de uso.

Elevador de carga

O elevador de carga é o elevador específico para transportar determinados materiais, ou seja, não é permitido ser utilizado para locomoção de pessoas, a fim de prevenir acidentes.

São bastante usados para carregamento de objetos e estruturas pequenas, principalmente em indústrias, restaurantes e demais estabelecimentos comerciais.

Elevador automotivo

Também existem os elevadores de cargas veiculares, utilizados para otimizar espaços em garagens, a fim de evitar o uso de rampas.

Essa é uma tecnologia ainda nova, mas que promete ser bastante utilizada, principalmente para estacionamentos em que possuam pouco espaço. Podendo duplicar o número de vagas disponíveis no local, para os que possuem capacidade maior que 350 kg.

O projeto e a instalação, são muito semelhantes com relação à estrutura do equipamento, pois as normas técnicas aplicáveis são as mesmas.

É possível comparar sua dinâmico com os elevadores para passageiros, que são projetados para transportar determinada quantidade de pessoas. Já os de carga, são dimensionados para atender a uma demanda de um processo de produção ou de abastecimento.