Tipos de pinturas para negócios em geral

Independente de ser um local comercial ou residencial, a pintura é um fator fundamental em qualquer construção. O uso das tintas intumescentes, por exemplo, é majoritariamente utilizada no exterior e visa a proteção de estruturas metálicas contra ações corrosivas e do fogo.

Já que sua aplicação necessita de um controle técnico adequado por conta das demãos – que devem estar de acordo com com os limites estabelecidos-, ela é realizada por uma equipe técnica especializada que deve se manter atenta quanto aos intervalos entre uma demão e a outra.

As tintas disponíveis em uma empresa de pintura intumescentes devem ser testadas e aprovadas pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), e visam atender as normas do Corpo de Bombeiros.

A tecnologia empregada neste método a partir dos 200°C, no qual se inicia um procedimento de expansão em que gases atóxicos são então liberados, resultando em uma espuma na superfície, o que tende a proteger e retardar a ação da temperatura sobre o local em que foi aplicada, já que o aço, quando desprotegido, pode levar uma construção metálica à deterioração.

Podendo variar de acordo com a estrutura e o intuito da construção, aplica-se uma camada considerável de material para pintura intumescente que visa proteger o material, de acordo com a legislação.

Vale lembrar que a utilização dessas tintas não faz alterações no aspecto visual e seu intuito é de proteger a edificação contra ações do fogo.

Outros tipos de pintura

Tendo a pintura líquida como exemplo, é possível encontrá-la em diferentes formatos de aplicações, sendo eles:

  • Pintura eletrostática líquida;
  • Pintura eletrostática com pistola para pintar;
  • Pintura eletrostática por mergulho;
  • Pintura eletrostática por cortina;

De modo geral, a pintura líquida é feita por meio de pistolas de baixa pressão e alto volume, o que resulta em uma pulverização com baixa pressão de ar.

Ao contrário do que muitos pensam, o método não resulta em uma cobertura manchada por conta da falta de tinta ou o excesso dela, o caso, inclusive, é justamente o contrário.

Esse tipo de pintura é capaz de proporcionar uma superfície lisa, com ótimo acabamento além de ser homogênea.

pintura líquida que utiliza a pistola dispõe de uma boa versatilidade, podendo ser utilizada tanto em empresas quanto em ambientes residenciais. Sua baixa pressão visa um controle mais efetivo durante a aplicação, o que tende a facilitar o processo de pintura.

Outras vantagens que o método de pintura com a pistola oferece consistem em: otimização do processo e economia de tempo; pode ser aplicada em diferentes materiais, como madeira, pedras, gesso e outros; é capaz de alcançar pontos inacessíveis com outros materiais, como vincos e dobras, além de ocorrer um menor desperdício, já que a tinta é diretamente pulverizada na superfície.

A pintura eletrostática e suas aplicações

A técnica é um dos meios de pintura mais efetivas e resistentes disponíveis atualmente. A pintura eletrostática faz uso de um recurso de cargas elétricas que auxiliam na fixação da tinta.

Apesar de poder ser utilizada em diversos materiais eletricamente carregados, o método é comumente utilizado para aplicações em superfícies metálicas.

Essa tinta possui o formato em pó e pode ser subdividida em três diferentes tipos, sendo eles poliéster, epóxi e híbrido.

O poliéster possui boa aderência e dificilmente fica amarelada, sendo aplicada em ambientes externos.

O segundo modelo, epóxi, é extremamente resistente à corrosão, enquanto o híbrido é uma junção dos modelos anteriores.

Ao utilizar uma pistola para sua aplicação, é necessário saber que deve existir um compartimento específico para a tinta em pó, de modo a não alterar a sua composição e ser eletricamente carregada em cargas positivas e negativas.

Já que a superfície em que será aplicada deve conter cargas opostas para que a tinta seja aderida de forma adequada.

Após o processo de aplicação, o material deve ser levado à uma estufa. Esse método apresenta como principais características uma tinta 100% ecológica, com ótima aderência e fácil aplicação.

Os EPIs na pintura predial

Por conta de intempéries como luz solar e chuva, a pintura dos prédios acaba sofrendo um desgaste significativo, sendo necessário uma boa demão de tinta para que a pintura predial de sua fachada permaneça atraente.

Para este ato, é de suma importância que a equipe ou o profissional especializado esteja equipado com os aparatos adequados, já que necessita que o trabalho seja realizado em altura do lado externo da edificação, sendo um trabalho que exige experiência.

Os profissionais que realizam este trabalho necessitam possuir conhecimento da NR 35, bem como fazer uso dos EPIs, ou seja, de equipamentos de proteção individual.

O fornecimento dos itens é de obrigação do empregador, da mesma forma que a devida utilização é de responsabilidade do trabalhador.

É, ainda, extremamente recomendado que a equipe realize treinos em distâncias curtas do solo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *