3 itens importantes tanto para prédios quanto grandes indústrias

Apesar da crise de segurança pública pela qual o Brasil passa, essa não deve ser a única preocupação de proprietários de imóveis.

É claro que coibir ações criminosas é importante, mas proteger a edificação de defeitos em suas instalações, bem como de elementos naturais, é tão essencial quanto.

Vale ressaltar que estes cuidados não devem ser tomados apenas por prédios residenciais, mas também por estabelecimentos comerciais, como industriais.

No caso destes negócios, há, ainda, o agravante da presença de matérias-primas e equipamentos de alto valor, que podem causar muito prejuízo caso sejam roubadas ou avariadas por qualquer motivo.

Confira, a seguir, alguns itens importantes para evitar contratempos nestes locais:

Portaria

A portaria é uma instalação que costumava existir de praxe em edifícios residenciais e em empresas.

Contudo, buscando cortar custos com instalações e funcionários, muitos dos proprietários destes locais optaram por abrir mão dela.

Sob o ponto de vista da segurança e da comodidade, isto é um erro.

Afinal de contas, além de evitar o acesso de pessoas não autorizadas às dependências do condomínio ou da empresa, o porteiro pode servir para receber correspondências e encomendas.

Neste caso, é interessante contar com uma portaria virtual, também chamada de remota.

É uma maneira de contar com todos os benefícios desta instalação, mas com custos 50% inferiores ao de uma versão tradicional.

Entretanto, normalmente é preciso investir em instalações de tecnologias específicas para que ela funcione, como:

  • Tokens de acesso;

  • Interfones;

  • Guarita para visitantes;

  • Sensores de presença e câmeras de segurança.

O mecanismo funciona da seguinte forma: quando um visitante chega ao local, ele toca um interfone, que é atendido por um funcionário da empresa de portaria – que também pode vê-lo pelas câmeras de segurança.

O empregado, a seguir, interfona para a unidade em questão e pede autorização para liberar a entrada do visitante.

Deste modo, é possível contar com menos funcionários próprios, mantendo apenas alguém para receber as encomendas.

A boa notícia é que, como essa opção tem se popularizado, é possível encontrar uma empresa portaria virtual em Campinas e em outras cidades do interior.

Manutenção hidráulica

As instalações hidráulicas são uma das maiores fontes de queixas de pessoas que vivem em prédios.

Muitas vezes, elas se deparam com vazamentos e infiltrações que, além de serem um incômodo em si, geram atrito com os vizinhos.

Em indústrias, tais defeitos podem ser igualmente prejudiciais, dificultando o andamento das atividades cotidianas.

Isso torna fundamental investir na manutenção de instalações hidráulicas prediais e industriais periodicamente.

Esta rotina de conservação deve ser liderada por um profissional especializado (como um engenheiro civil) e feita conforme as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Alguns dos procedimentos feitos são:

  • Testes de estanqueidade de tubulações;

  • Verificação do funcionamento de bombas centrífugas;

  • Busca de obstáculos ao fluxo na tubulação de esgoto;

  • Verificação da integridade das tubulações.

A manutenção desta rotina de manutenção hidraulica permite a identificação precoce de problemas, antes que eles criem grandes transtornos aos frequentadores da edificação.

Instalação de um SPDA

Por mais remota que a possibilidade pareça, um edifício residencial ou industrial pode ser danificado por efeitos da natureza, como chuvas intensas, ventos fortes ou, até mesmo, descargas elétricas – em outras palavras, raios.

Devido a este risco, a legislação prevê que a instalação de SPDA (Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas).

Em determinados edifícios, principalmente aqueles que tenham grande fluxo de pessoas e/ou locais com riscos de explosão, como indústrias que trabalham com materiais inflamáveis.

Além disso, ele também é obrigatório em prédios com mais de 30 metros de altura, já que eles tendem a atrair tais descargas.

Além da redução do risco à vida destes indivíduos, um sistema do tipo evita problemas como:

  • Queima de aparatos conectados à rede elétrica;

  • Incêndios elétricos, principalmente em instalações antigas;

  • Rachaduras nas paredes e no teto;

  • Explosões.

Caso o proprietário de um imóvel perceba que a instalação de um para raio é obrigatória, ele deve contratar uma empresa especializada para fazer o serviço.

Além disso, é preciso contratar um engenheiro habilitado para fazer um laudo do SPDA, de modo a atestar que o sistema cumpre todos os requisitos de segurança e que ele está em um bom estado de conservação.

O documento é obrigatório, e o proprietário que não o providenciar pode sofrer sanções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *